Qual o melhor exercício aeróbico?


Uma pergunta bastante recorrente nas salas de musculação é: qual é o melhor exercício aeróbico? Bicicleta, esteira, elíptico ou escada? Curiosamente existe uma resposta clara para esta pergunta. Depende!

Para entender melhor esse conceito, é necessário avaliar a complexidade do assunto. São diversos aspectos importantes que devem ser levados em consideração. Antes de qualquer coisa, é preciso delinear o perfil do indivíduo que está com dúvidas sobre seu treinamento. Qual o objetivo dele, como está o seu treinamento, e o estado físico, existe algum fator limitante que deve ser levado em consideração? 

Perfil (fictício): Paulo, 40 anos, sedentário, quer emagrecer, gosta de correr, é obeso e sofre com fortes dores lombares

Minha análise seria a seguinte:

Esteira: não é indicado, pois o excesso de peso pode gerar um alto stress articular nos joelhos e tornozelos, por causa do impacto.
Eliptíco: o impacto articular é menor, porém a dor lombar pode ser um problema.
Escada: além do impacto, considero uma atividade muito intensa (mesmo na menor velocidade) para este momento.
Bike: pode ser uma opção, mas a forte dor lombar pode ser um impedimento.
Bike horizontal: Neste cenário, esta seria a atividade escolhida por mim, é uma atividade onde a coluna lombar estará estabilizada sem o impacto ocasionado pela corrida.



Se você é atleta de corrida, deve utilizar a esteira na maior parte do tempo. Quando o foco é emagrecimento, o mais indicado seria a utilização de métodos quem utilizem maiores quantidades de massa magra, corrida e natação, por exemplo. Mas no caso do ganho muscular como objetivo, o treino aeróbico deve ser controlado. E se o ganho muscular nos membros inferiores (pernas) for a principal preocupação, a bike é a melhor opção (ainda que controlada).

É possivel observar que responder esta questão não é tarefa fácil. É essencial enumerar o objetivo, estado físico, treinamento anterior e todos os aspectos pertinentes à saúde de quem vai executar a atividade aeróbica. Procure sempre uma orientação especializada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário